A dança quebrando paradigmas

A Associação Catarinense para Integração do Cego – ACIC –, participou no dia 17 do corrente da décima-segunda edição do Festival Santa Catarina Dança, o qual aconteceu no teatro do Centro Integrado de Cultura – CIC –, na cidade de Florianópolis, estendendo-se até o dia 21.

Participaram do espetáculo o aluno Fábio Luiz dos Santos Carioca, com a coreografia “Pequeno Grande Gigante” e “Asas para voar, Pés para dançar”, a qual dança acompanhado pela professora que coordena este trabalho, Mara Cristina Ramos Cordeiro e o aluno Ítalo Ril Vijal, com a coreografia Bengalantes.

Neste festival quebra-se o mito de que para dançar os corpos precisam ser perfeitos, demonstrando, nos mais diversos cenários e movimentos, que estes superam desafios e que o limite é imposto pela sociedade, e não pela deficiência.

Observa-se a ampliação da deficiência quando deparamo-nos com a falta de acessibilidade no teatro em que o evento aconteceu, tanto no aspecto arquitetônico quanto informacional. Ainda que tenha passado por reformas recentemente, a rampa para que os cadeirantes possam subir ao palco, estava ausente e o acesso à beleza das imagens trazidas pelas coreografias e cenários, encontrava-se invisível ao público com deficiência visual, em virtude de não haver audiodescrição, recurso já tão divulgado atualmente, mas ainda bem distante da realidade de quem dele necessita.

Esperamos que a dança, que neste Festival, por meio da participação dos mais diversos segmentos sociais, atua como um instrumento de derrubada de preconceitos, possa, também, trazer à baila a percepção de que as pessoas com deficiência visual querem participar de todos os espaços, como atores e expectadores, produzindo e recebendo cultura, da mais variada ordem.

Escrito por Marcilene Alberton Ghisi